Top 20 piores serial killers: 2 Ed Gein

Edward Theodore Gein é o cara que inspirou filmes como: “O Massacre da Serra Elétrica”, Bufallo Bill, de “O Silêncio dos Inocentes”, e Norman Bates, de “Psicose”. Ed Gein roubou vários cadáveres e matou pelo menos duas pessoas.

Nascido no dia 27 de agosto de 1906, em La crosse, estado de Wisconsin, Eua. Filho de George e Augusta, Edward teve uma infância difícil juntamente com seu irmão mais velho, Henry. Seu pai era um alcoólatra violento e sua mãe uma fanática religiosa(luterana) que acreditava que o mundo era do diabo e que todas as mulheres, exceto ela, eram prostitutas. Augusta era dona de uma mercearia local e vendeu o local em 1914 para comprar uma fazenda e viver propositadamente em quase completo isolamento. Como resultado, Ed se tornou um menino extremamente solitário e afeminado, características que o levaram a sofrer bastante bullying por parte dos colegas de escola. 

Em 1940 George morreu de insuficiência cardíaca, e os irmãos foram obrigados a começar a trabalhar para ajudar nas despesas de casa. Segundo algumas fontes, nessa época, Henry, o irmão mais velho de Ed, começou a rejeitar abertamente as ideias da mãe controladora. Em 1944, Henry morreu de forma misteriosa, supostamente em um incêndio pois, inicialmente a causa da morte foi asfixia, já que ele não tinha sido queimado ou ferido. Mais tarde foi relatado, na biografia de Gein (escrita por Harold Schechter), que Henry tinha hematomas na cabeça, embora as autoridades tenham declarado sua causa mortis por asfixia. Existem boatos  de que Edward tenha matado o irmão, porque teria ele teria ido até as autoridades para anunciar que seu irmão havia desaparecido. Entretanto, ele conduziu os policiais diretamente até o local onde o cadáver se encontrava.

Em Dezembro de 1945, Augusta morreu em decorrência de uma série de derrames, deixando Ed sozinho e mais perturbado do que nunca, visto que ela era a única pessoa que Gein realmente amava, a única figura feminina de sua vida, seu único elo com a ideia de família e, mesmo, sua única amiga. Depois da morte de sua mãe, para sobreviver Edward começou a alugar quartos da casa na fazenda – como num cortiço. Apenas preservou os quartos utilizados pela genitora. Gein passou a viver, então, em uma pequena sala ao lado da cozinha. Foi nessa época que ele ficou interessado em ler revistas de cultos de morte e histórias de aventuras, particularmente aqueles que envolvem canibais ou atrocidades nazistas.

Ed Gein passou a frequentar cemitérios em busca de cadáveres de mulheres recém-sepultadas, ele levava os corpos para casa e os exumava, desmembrando e criando diversos que ele usava como utensílios e peças de decoração. Gein também produziu talheres feitos com ossos e outros acessórios, como um cinto criado com mamilos, um colar de línguas e nove máscaras criadas com rostos de verdade. Além disso, outros artefatos feitos por Ed incluíam um par de luvas, um baú, um avental, meias, cúpulas de abajures e estofados de cadeiras feitos de pele humana.

Não satisfeito ele passou a matar também, porém ele só confessou dois assassinatos e um desses foi de Bernice Worden  em 1957, quando ela desapareceu e ele foi considerado o principal suspeito, sobretudo por seus hábitos estranhos. Gein chegou a ser visto muitas vezes no cemitério local, além de ficar isolado quase o tempo todo Quando os policiais chegaram ao local, eles não só se depararam com o cadáver de Worden — decapitado, pendurado de ponta-cabeça pelos pés e desviscerado mas, com toda a coleção humana de Ed. A outra vítima foi Mary Hogan que ele matou em 1954. Durante os interrogatórios, Gein revelou que apenas exumava cadáveres de mulheres de meia-idade que ele acreditava guardarem semelhança com sua falecida mãe. Em 1957 as autoridades consideraram Edward Gein mentalmente incompetente e foi enviado para um hospício, porém em 1960 uma equipe médica alegou que ele não tinha problemas mentais, ele foi acusado de assassinato, mas passou a vida sendo enviado de um hospital psiquiátrico a outro, até morrer em decorrência de um câncer de pulmão em 1984. Seu corpo se encontra sepultado no cemitério de Plainfield.

Gente existe muitas informações sobre Ed Gein mas, não consegui verificar a veracidade de todas, mas colocarei abaixo alguns relatos e supostas informações para alimentar a curiosidade de vocês.

  • De acordo com relatos, Edward era um menino tímido, e seus colegas e professores se lembravam dele como tendo maneirismos estranhos, como o riso aparentemente aleatório, como se estivesse rindo de suas próprias piadas pessoais. Desde jovem, Edward já se mostrava meio anormal. E para piorar a situação, sua mãe o punia sempre que ele tentava fazer amigos. Apesar de seu péssimo desenvolvimento social, Edward era excelente aluno, especialmente na leitura.
  • Henry, já mais velho, começou a namorar uma mãe divorciada, decidindo ir morar com ela. Contudo, para não contrariar sua mãe, Henry começou a criar problemas em casa, desviando o foco de seu “problema” para o comportamento de Henry.
  • Quando questionado acerca do circo de horrores que guardava nas prateleiras de casa, Gein disse aos investigadores que entre 1947 e 1952, ele havia feito cerca de 40 visitas noturnas a três cemitérios locais para exumar corpos recentemente enterrados, enquanto ele estava em um estado de “Torpor”. Gein admitiu haver roubado nove túmulos, levando os investigadores a suas localizações.
  • Talvez uma das partes mais macabras da história tenha sido o fato de que Gein, logo após a morte de sua mãe, decidira costurar um terno especial, feito com a pele de sua genitora, de forma que pudesse “vestir sua mãe”.

 

  • Edward desenvolveu a prática de vestir peles curtidas de mulheres. Gein, talvez pela falta de contato com a sexualidade, não tinha certeza de sua natureza como homem ou mulher. Assim, se travestia. Nada de errado em se travestir… Mas os vestidos eram de “couro” humano.

 

  • Outro indício de uma estranha ideia de sexualidade para Gein fora a suspeita de que ele teria feito sexo com os cadáveres, muito embora o assassino tenha negado essa possibilidade, dizendo que os corpos tinham um cheiro insuportável. Isso pode nos levar a concluir que ele pode ter pensado seriamente no assunto.

 

30180026028439

A casa de Ed Gein

30180304277440

Augusta

30181016649463

Alguns artefatos encontrados na casa

30181018149465

Colar de línguas

30181248211472

Ed Gein

Referência

ED GEIN: O ASSASSINO QUE INSPIROU A CRIAÇÃO DE VÁRIOS PERSONAGENS SINISTROS. Disponível em:> https://www.megacurioso.com.br/serial-killers-e-psicopatas/100172-ed-gain-o-assassino-que-inspirou-a-criacao-de-varios-personagens-sinistros.htm<. Acesso em: 21. Fev.2018.

[SERIAL KILLERS] Ed Gein – O Famoso Artesão da Morte. (+18 / NSFW). Disponível em:>http://nerdgeekfeelings.com/serial-killers-ed-gein-o-famoso-artesao-da-morte/<. Acesso em: 21. Fev. 2018.

Continuar lendo

Anúncios

Tag: # 29 canais que eu sigo no Youtube.

Oi gente, nos últimos anos o Youtube explodiu no mundo virtual, sim ele sempre esteve lá mas, com o surgimento do influenciador digital e youtuber, ele cresceu e você acha todo tipo de conteúdo nos canais. Pensando nisso, vou compartilhar com vocês alguns dos canais que eu mais vejo e alguns que acho legal mas, nem sempre vejo e comentar sobre o que curto neles. Caso vocês queiram me indicar mais algum, aceito dicas.

P.S: para a galera que curte coisas em par, desculpa pelos “29”.

giphy-18.gif

Canal de entretenimento.

1 – Fernanda Souza

Super engraçada, já gostava dela antes de ter um canal, depois que ela criou só passei a gostar ainda mais. 

2 – Acidez Feminina

Tati é a melhor pessoa quando se trata de assuntos tabus, e coisas que em geral não se fala abertamente, ela fala sobre tudo e de forma bem engraçada.

3 – Whindersson Nunes

Acho que está na moda seguir esse canal(o cara tem 25 milhões de seguidores), gosto dele porque trás um conteúdo simples, e super autêntico, nada de tag, eu nunca e por aí vai, não que essas coisas sejam ruim, mas você vê em muitos canais. 

Canal de curiosidades, atualidades.

4 – Canal Nostalgia

Super bacana, trás de tudo um pouco desde curiosidades em filmes, seriados, animes, a bandas, coisas antigas, atuais, descobertas. Recomendo.

5 – Nerdologia

O próprio nome já fala por si só. Está afim de descobrir por que tal coisa é assim, como aconteceu. O nerdologia trás muitas explicações. 

Canal de artesanato.

6 – Show de artesanato

Muito bom para quem curte(e tem um talento básico) em artesanato, muitas dicas legais para fazer coisas do dia a dia, festas, aniversários e por ai vai e o melhor é tudo acessível. Se você quiser fazer uma grana extra com decoração esse canal é o lugar certo.

Canal de conteúdo científico e acadêmico

7 – Saber filosófico

Um canal com vídeos sobre filosofia, sociologia, religião, política e atualidades. E esses temas são abordados por Mario Sergio Cortella, Leandro Karnal, Clóvis de Barros Filho, Luiz Felipe Pondé, Pedro Calabrez.

8 – Território conhecimento

Um canal com aulas, palestras e entrevistas com diversos pensadores.

9 – Casa do saber

Trás vídeos curtos, sobre diversos temas pertinentes, socialmente falando. 

Canal Fitness

10 – Exercícios em casa

Gosto desse canal, porque como o nome já diz ele torna prático se exercitar em casa. Nessa vida corrida, as vezes falta dinheiro, tempo e esse canal trás muitos exercícios que podem ser feitos sem aparelhos, sem ter que ir a academia e manter um corpo legal. 

12 – 4fitclub

Um canal de treino mais pesado, trás uma variedade de treino para membros inferiores e superiores para homens e mulheres, também tem entrevistas com pessoas que treinam e são famosas, competidores e profissionais de diversas áreas. 

Canal de música

13 – Vevo

O principal canal de música, ou melhor clipe. Mas, se você quiser se atualizar, ver um clipe que gosta, está no lugar certo.

14 – Música

Tem uma infinidade de músicas em sentido global, achei bacana por ter essa variedade. Ás vezes bate a curiosidade de ouvir uma música asiática, nesse canal tem.

15 – Boyce avenue

Tenho um amor por esse canal. Ele faz covers das músicas que estão em alta ou grandes sucessos, mas de forma acústica. 

Canal de estudos para concursos, enem e afins. 

16 – Aula livre

Esse canal serve para quem é ensino médio, vai fazer vestibular ou enem, quem precisa se atualizar sobr algum assunto. Tem todas as matérias e todos os assuntos de forma reduzida e objetiva.

17 – Ferreto matemática

Um amor por esse professor que ensina com tanta paciência matemática para pessoas como eu(péssima em exatas). Descobri esse canal quando fui estudar para um concurso e ele é muito bom. 

18 –  Monster concursos

O cara é muito louco, mas muito inteligente também. Para quem vai tentar concurso em áreas militares, públicas e etc., esse é o canal que você precisa ver.

19 – Rafaela Motta

Estudar gramática dá um tédio, e nesse canal eu consigo aprender porque a professora é bem dinâmica e comunicativa.

20 – Gran cursos online

Acho que é um dos mais completos quando se fala em concurso. Esse canal abrange a maioria dos concursos em todo o Brasil, fazem aulas multidisciplinares,aulas sobre o edital dos concuros, matéria específicas e gerais.

21 – Se liga nessa história

O bacana desse canal é que ele trás a história em forma de história, me vejo em uma peça teatral ou cena de novela aprendendo algum assunto da história. 

Canal de Inglês

22 – Inglês Winner

Esse canal é de um professor que vive nos Eua, tem uma história de vida bem bacana e difícil para conseguir morar lá. Ele trás um conteúdo interessante para o dia a dia, quando você precisa dialoga de forma informal com um gringo, ele faz desafios e muitas outras coisas no canal.

Canal de culinária 

23 – Jane Lourdes

Pense em uma senhora fofa, encontrei esse canal quando pensei em ter uma grana extra cozinhando, ela faz tudo passo a passo, explica tudo detalhadamente e faz diversos tipos de pratos. 

Canal de “Blogueira”

24 – Canal da rippi

Louca, sem noção, mas muito engraçada. Ela trás algumas tags diferentes pro canal e fica legal, fora que a Gabi é super alto astral.

25 – Maju trindade

Um canal descolado, igual a dona. Não trás nada muito chique e tal mas, eu curto esse tipo de youtuber, bem básico que foge do padrão de uma blogueirinha. 

26 – Taciele Alcolea

Pense em uma pessoa fofa, comecei a curtir o canal dela recentemente, mas gosto dela como pessoa, sabe quando a gente se bate com alguém e já rola uma energia positiva? não tem nada muito elaborado no canal, mas isso se torna um diferencial entre os outros youtubers. 

27- Camila Coelho

De todas acima, se não me engano ela é a única que tem blog(haha). Dicas valiosas de maquiagem, alguns penteados e roupas.

Canal sobre saúde da mulher e afins

28 – Dr.Bruno Jacob

Um canal interessante para as mulheres, o Bruno é bem descolado e engraçado. Descobri ele através do canal acidez feminina. 

29 – Cátia Damasceno

Um canal sobre sexualidade, trás muitas histórias, dicas, explicações de forma engraçada e leve. 

 

Fiz uma baita publicidade de graça, mas vale a pena compartilhar esse canais.  Tem outros canais que sigo, mas quase não vejo, esses que coloquei aqui a maioria não vejo com frequência, mas procuro acompanhar porque eles sempre postam um vídeo com conteúdo interessante. Espero ter compartilhado algo legal para vocês.

Continuar lendo

Seriado: Britannia

Oi gente, mais um seriado que foi lançado recentemente. Atualmente, está no quinto episódio, mas demorei um pouco pra postar porque estava decidindo se era bom ou não(kkk). Eu vi uma postagem falando que esse seriado ia ser lançado e que as pessoas que gostam e assistem Vikings(eu) iriam gostar. Bom, Britannia não foi um desses seriados que eu gostei de cara, mas eu assisti até o quarto episódio para ver se eu, de fato, iria gostar ou não. Por ter um contexto histórico, os primeiros episódios mostram um pouco da cultura de alguns povos dentro de Britannia, como  a guerra entre os romanos e os moradores do lugar começa, as criaturas místicas e o objetivo da atriz principal na trama e quem vai lutar por deus, a favor do povo e pelo império.

Sinopse Adoro Cinema

Por volta de 43 d.C., o exército do Império Romano chega à Britannia, uma terra misteriosa e repleta de guerreiras e druidas com poderes místicos. Enquanto o batalhão dá o sangue para vencer uma sangrenta batalha no local, eles ainda enfrentam as ameaçados dessas temíveis criaturas.

Gênero: drama, fantasia, histórico.

Duração: 55 minutos.

Episódios: 10.

O império romano quer conquistar novas locais e decide ir em terras Celtas¹ e escolhe Britannia que tem duas tribos principais(são as que mais aparecem) em todo o local e os druídas que são “a boca” dos deuses. Claro que, Aulus Plautius, o líder dos guerreiros romanos, não liga pra isso(no início) o lema dele é “onde eu pisar é Roma”.

Uma tribo se chama Cantii e é liderada por Pellenor a outra é Regni liderada por Atendia, são rivais. Os druidas têm um líder chamado Veran e Pellenor acredita em tudo que os druidas falarem ou decidirem enquanto Atendia acredita que eles sejam mentirosos e vagabundos. Quando o império romano chega a Britannia, Aulus Plautius tem um plano de guerra que basicamente é cercar as tribos e os druídas e forcá-los a se render e lutar com ele nas guerras para conquistar novas províncias.

Kerra não acredita nos druídas, tem seus motivos. E por conta disso ela desobedece ao pai e vai falar com Aulus para tentar negociar a libertação do seu povo. Pellenor descobre, fica tomado de ódio, desconsidera Kerra como filha e toma a decisão de entregá-la aos druidas para que eles decidam o futuro dela. A partir daí que o seriado ficou interessante para mim.
Britannia-s1
 britannia3
Trailer

Jogo: Dragon Mania: a lenda

Gente, pense em jogo que eu achava que ia enjoar logo, mas me tornei criadora de dragões( me achando a Daenerys Targaryen). Conheci o dragon mania depois de um desilusão com o My country(vou deixar o link do post no final), fui buscar um e baixei esse porque tinha um número relativamente alto de downloads. Antes de começar, já peço desculpa caso esqueça de colocar alguma informação, ainda estou no nível 47(tenho 76 dragões) tem muita coisa pra aprender ainda, mas o que aprendi e descobri vou compartilhar com vocês.

Sobre o Jogo

Data de lançamento inicial: 8 de janeiro de 2015
Desenvolvedor: Gameloft
Estúdio: Gameloft
Plataformas: Android, iOS, Microsoft Windows, Windows Phone
Dragon Mania: A Lenda
Personalize sua Ilha do Dragão com habitats e outras coisas divertidas e visite seus amigos Conheça a personalidade de cada dragão ao criá-los e interagir com eles Explore o mundo como você quiser, conquistando minas de ouro ou libertando Dragolândia dos vikings Dezenas de espécies de dragão, de diversas famílias elementais, cada uma com poderes especiais Batalhas estratégicas de 3 contra 3 que vão manter você ligado, lutando contra amigos ou vikings Novos eventos sempre: complete-os com amigos para se divertir mais e ganhar os melhores prêmios!

Dragon Mania: Legends é um game de simulação que se mistura com vários gêneros, tais como batalhas em turno, estratégia e gestão. O grande objetivo aqui é treinar os melhores dragões e vencer as batalhas do modo campanha e também contra outros jogadores nas ligas PVP (Player VS Player).

O jogo é um reboot mais elaborado do grande sucesso lançado no inicio da era Android e que também estava presente em alguns aparelhos que ainda utilizavam o Java, que se chamava apenas Dragon Mania. A nova versão recebeu, logicamente, novos gráficos, melhorias na jogabilidade, novos modos de jogo e as batalhas PVP.

9406c61d7fdb18d8933ced312da584ea

Dragões

Existe 447 dragões(até então), dos mais comuns aos mais exóticos(dragão reino; banana; meia noite e etc..).

dragon-mania-legends-cheats-tool

Para cuidar deles é muito simples:

  • Alimentar – você vai comprar fazenda que faz a comida. A fazenda é melhorada através de níveis, quanto maior for mais opções você terá, a variedade é de frutas. Você pode produzir comida em 30 segundos ou em até 4 dias, vai depender do quanto você está disposto a pagar, o nível da fazenda e enquanto tempo você quer a comida pronta.

hqdefault

  • Dar carinho – você vai no habitat escolhe o dragão e dá uns toques ou  alisa a tela em cima do dragão. Ele vai te dar ouro( e joia, as vezes) como recompensa, vale avisar que ele libera moeda 3 vezes(de acordo ao nível do dragão) e só depois de 2h você arrecadar moedas novamente.

 

Gente, eu não sei até qual nível os dragões vão, mas acredito que passe dos 30 porque na liga do encantamento e masmorra tem dragões de alto nível e nem todos são lendários.

Os elementos são: fogo, água, terra, vento, planta, luz, metal, sombra, energia, vácuo, lendário e divino.

No jogo existem vário níveis de raridade dos dragões: comuns, incomuns, épicos, raros, lendários(existe uma coleção que você pode acessar no jogo e ver todos os dragões). Quanto mais raro o dragão for mais valioso ele será e você ganhará mais ouro.

Na toca da procriação você vai cruzar dois dragões com elementos diferentes para poder ter um híbrido. Se os dragões forem raros a tendência é que produzam “filhos” raros.

De acordo ao tipo de dragão que você cruzar o tempo da procriação pode ser bem rápida(comuns) ou demorar(raros e épicos), terminada essa parte o ovo vai para o berçário e ficará lá por mais algum tempo de acordo ao nível de raridade dele. O berçário também pode ser melhorado e poderá abrigar até 3 ovos ao mesmo tempo.

Você só saberá qual dragão irá nascer quando o ovo nascer, porém mostra o rosto do dragão e você pode procurar na coleção de acordo aos elementos dos dragões que você usou para procriar. Sendo repetido, ao nascer você pode vender o ovo ao próprio jogo.

Os dragões lendários são os tops dos tops da dragolândia, você pode obtê-los a partir da procriação de dragões raros com níveis altos ou em alguma prova dentro do jogo. Já o dragão-chefe você só consegue ele: vencendo a batalha. Depois que você vence a batalha ele fica disponível na loja para ser comprado com joias. Vale ressaltar que depois de vencido ele não luta mais, fica pra você como um troféu(oh dragão difícil viu).

Um ponto forte sobre os dragões comuns é a saúde deles. Muitos raros e épicos tem saúde abaixo de mil. Sabendo unir a saúde dos comuns e o poder dos raros você se dará bem nas batalhas.

Quando o dragão nasce, ele vem com um nome, porém você pode mudar. Eu mudava no início depois cansei é muito dragão pra dar nome(haha)

A maioria dos dragões, tirando os comuns, você só compra com joias e alguns de acordo ao seu nível de jogador vip.

maxresdefault

Habitats

De acordo ao elemento do dragão você terá o habitat que nada mais é do que a casa de seus dragões. O legal do habitat é que ele te dá informações sobre os dragões, você pode mover o dragão para outro habitat, alimentar,  vender o dragão, mudar o nome, treinar o dragão, encantar, saber quantas moedas o dragão arrecada por hora e o habitat também pode ser melhorado para abrigar mais dragões e ganhar mais ouro.

Além dos habitats por elemento existe o habitat lendário( se você não ganhar não invista nele, toma muito espaço, não pode ser melhorado e só cabem dois dragões), festivo(aparece no natal), do chefe e o sagrado.

O habitat mais barato é o fogo(custa 100 moedas de ouro) até pra aumentar o nível ele é o mais barato. O mais caro é o sagrado(1 milhão de moedas de ouro).

maxresdefault (1)

dragon-mania-13482-4

Treinar um dragão

Dentro do habitat existe a possibilidade de treinar um dragão. Não é nada demais, você vai direcionar o ataque do dragão, no treino vai aparecer um boneco viking e uma donzela (boneca branquela). O dragão tem que atacar todos os bonecos e evitar a donzela. Se o dragão acertar todos os ataques ele ganha uma melhora relativa na batalha, essa adição no ataque dura algumas horas e pode ser usado em um dragão por vez.

Academia de Dragões

Essa academia é legal, ela melhora a habilidade do dragão de acordo ao elemento que ele possui. Quanto mais níveis de habilidade o dragão tiver, mais forte ele será de acordo ao nível em que ele está. A academia deve ter seu nível aumentado de acordo ao nível dos dragões.

  • Cada dragão pode ter seu nível de habilidade aumentado até o 6.
  • Para melhorar a habilidade é necessário ter pergaminhos. Você pode ganhar na loteria do Otto, em eventos, explorando as ruínas e ganhando batalhas com 3 estrelas.

maxresdefault (2)

Templos

O templo é o responsável pelo aumento do nível dos dragões. A partir do nível 10 você tem que comprar o templo. Quando o dragão chega ao nível 15 você tem que melhorar o nível do templo para que ele possa “abrigar” dragões de nível mais alto. Para isso acontecer você tem que ter 3 dragões de mesmo elemento do templo no mesmo nível. Exemplo: 3 dragões de nível +15 com elemento metal.

#Dateruim: Uma coisa chata que aconteceu comigo(mais de uma vez) foi  ganhar o dragão canino no evento de Halloween, logo que comecei a jogar(acho que nível 10). Esse dragão é épico e  seus elementos são: fogo, sombras e energia. Eu só consegui alimentá-lo até o nível 10 por causa dos templos. O de energia até que não demorou muito, mas o das sombras eu consegui recentemente quando cheguei no nível 45.  Outro dragão que tive o mesmo problema foi o dragão anjinho que ganhei no evento de natal. Ele também é épico e seus elementos são: luz, planta e terra. só consegui aumentar o nível dele depois de ter o templo de luz. Ganhar esses dragões foi ótimo, mas eles acabaram ficando de lado por um bom tempo, porque mesmo eu precisando o nível deles estava bem abaixo dos adversários.

Untitled 1

 Energia do portal

No jogo existe um portal que te leva para batalhas, missões diárias e para a masmorra. Toda vez que você fora para uma batalha, uma energia do portal será usada. Para a masmorra você tem que ganhar fichas depois da primeira batalha. O portal pode ser melhorado(com joias), para obter mais energia.

  • Quando você tem amigos, você pode receber a joia do portal que você usa para recarregar o portal antigo e ir para novas batalhas.

Batalhas

Você acessa as batalhas pelo portal no mapa de campanha. O nível de dificuldade vai aumentando aos poucos.

  • O local de batalha é como se fosse uma ilha. Cada batalha tem um nome como local. Exemplo: península de gárgula.
  • Ao selecionar a batalha, vai aparecer o nível da missão e o time adversário. Se você aceitar atacar, você vai para outra tela onde escolhe os seus dragões para lutar mas, existe a opção “selecionar automaticamente” que eu recomendo. Nessa parte também trás informações sobre qual ataque é forte ou fraco para um elemento. Exemplo: fogo –  ataque forte é o vento. Ataque fraco- fogo e eletricidade.
  • Na batalha cada dragão tem sua vez de atacar, mas cuidado para não perder o ataque, é uma chance perdida. Porém, se for o adversário que perder já te ajuda.
  • Dentro da batalha existe a opção “fúria do dragão” onde o dragão adversário vai receber vários ataques e golpes. Isso ajuda bastante na luta com os dragões chefe ou dragões com níveis bem mais altos que o seu. Você pode adquirir o fúria de dragão na batalha, comprando com 20 joias, em eventos, fazendo 10 ataques perfeitos ou na loteria do Otto.
  • Ao terminar a batalha o jogo vai ter dar informações da batalha, recorde, nível de estrela e os prêmios que você recebeu.

wp_ss_20180131_0001

 dragon-mania-legends-16704-6

Dragon-Mania-A-Lenda

Aluguel de dragões

Você pode alugar o dragão de algum amigo para a batalha. O aluguel é pago com a energia do portal. Se na batalha um dos seus dragões for derrotado, o dragão alugado entra na batalha.

Masmorra mecânica

Eu não vou muito na masmorra, mas dá prêmios bacanas. Você terá uma batalha com duas rodadas contendo 3 dragões. Você escolhe três dragões para lutar. Você tem que vencer as duas rodadas(6 dragões) como os dragões que você escolheu. Ou seja, invista em dragões fortes para alimentar e alcançar pelo menos o nível 18 para começar as primeiras batalhas na masmorra.

340px-Control_Room

Missões diárias

Fica na tela do mapa de campanha. Ela trás diversos desafios que você pode combater durante o dia. Ao completar missões você ganha troféus e prêmios que mudam diariamente. Para participar das missões diárias usa a energia do portal.

Liga do dragão/arena

Mais um lugar de batalha. A liga do dragão você vai competir com outros jogadores, você pode selecionar seu oponente de acordo ao nível dos dragões dele (3). A arena é o lugar da batalha.

  • Você ganha prêmios a cada 3 batalhas vencidas.
  • Se a cada liga vocês estiver entre os 140 jogadores, você vai para uma ligas melhor. A ligas são separadas em bronze, prata e ouro. O bom dessa liga é que você ganha prêmios.
  • Para batalhar você usa a energia da arena.

 

Arquipélago/Obstáculos

Logo quando você começa a jogar, só tem acesso a sua ilha. No que você vai aumentado de nível a segunda ilha em diante fica desbloqueada para que você possa comprá-la. A Cada ilha comprada a seguinte custa o dobro.

Quando você comprar uma ilha ela virá cheia de obstáculos e para colocar os habitats nessa ilha você terá que limpar(tirar os obstáculos). Todavia, como falei acima que a cada ilha comprada o valor aumenta, para tirar o obstáculo aumenta também o valor e o tempo para o obstáculo ser retirado. Exemplo: na ilha que tema a ruína antiga covil do magma para tirar um pinheiro custa 400 mil moedas de ouro e demora 15 horas.

Cronos

É tipo o deus dos dragões de dragolândia, ele é o guardião do tempo e com ele você consegue diminuir o tempo dos cronômetros. Para ter o cronos você precisa reunir e recolher os seis selos nas ruínas das ilhas.

hqdefault (1)

Explorar ruínas

Você precisa explorar as ruínas para achar os selos de cronos.

A ruínas são: caverna mística, navio fantasma, pântano do incêndio violento, palácio antigo, portal da caveira e covil do magma.

Você vai comprar a ilha, depois vai desbloquear a ruína. Ela vai te dar 3 dragões que são recomendados para caçar tesouros(comida, joia e moedas) e o selo de cronos. Aí vem a parte chata, possa ser que você não tenha o dragão recomendado e possa ser, também, que você(até tenha o dragão) precise alimentar o dragão. Isso mesmo além da ruína escolher o dragão, ela escolhe o nível.  A cada vez que você explora a ruína ela recomenda dragões com níveis mais altos. Demora muito para achar os selos. E cada ruína tem um tempo para explorar. Exemplo: o covil do magma demora um dia.

Os seis selos são repartidos em 3 partes, então em cada ruína você achará 3 partes que formarão um selo, até que se consiga formar os seis selos.

Selos: da escuridão(caverna mística); aventura(navio fantasma); mistério(pântano do incêndio); história(palácio antigo); almas(portal da caveira); dragão de fogo(covil do magma).

Totem da amizade/Farol

O farol mostra os amigos que você tem pelo jogo e pelas redes sociais. Você pode enviar seu código de recrutamento para algum amigo na sua rede social e poderá ganhar prêmios.
Com totem de amizade, você pode presentear seus amigos, melhorar o nível do totem e ganhar prêmios.
Eu, particularmente, só consegui ter amigo depois de entrar no clã(tirando Toby). Antes disso o jogo me dava sugestões, eu enviava o convite mas, ninguém aceitou.
maxresdefault (4)

Clã

Para você entrar em algum clã tem que ser a partir do nível 25. Para criar um clã você tem quer ser jogador nível 30.

Existe a competição de clã e missões de clã. Na Competição de clã dragões de cada clã competem entre si para achar novas peças de dragões. Nas missões de clã, você completa uma prova e ganha PE ou ingredientes e moedas do clã.

  • Dragão do clã: quando seu clã ganha uma missão e /ou competição ele ganha cartas, e com essas cartas seu clã ganha um dragão melhor e ele trás algum benefício para cada participante. Exemplo: o primeiro dragão é o chip, ele melhora a produção de ouro do jogador em 15% por 2 horas. Quando o clã ganha um novo dragão, precisa chocar os ovos no berçário. A quantidade de ovos é de acordo ao tipo de dragão.
  • Missão de clã: ele vai te dar uma atividade(recolha a comida das fazenda, cuide dos dragões) ou receita(bolo, sorvete)para dar ao dragão e em troca você vai ganhar moedas e estrelas para o clã que aumentam o nível a liga do clã e pontos para o espírito do cerco do clã. A missão de ingredientes é feita na competição de clã, quanto mais alimentar o dragão mais rápido ele correrá, na verdade o que o faz correr é a pontuação que você conseguiu na receita. As receitas variam de comum, épica e rara(mais difíceis e com mais pontuação).
  • Status de membro: o membro que mais contribuir se torna co-líder do clã,  isso lhe dá o poder de aceitar, remover e editar os status do clã para todos os outros membros, ativar os dragões  e editar informações do clã. Oficial é aquele membro que tá ativo, que faz as missões do clã e ganha essa medalha de honra, ser oficial permite aceitar, remover e editar os status do clã de anciãos e membros normais e ativar os dragões de clã. Ancião: posição simbólica de respeito no clã.

É interessante participar de um clã que seja do mesmo local que você, no clã existe o chat e você pode se comunicar com os outros membros.

0

Nível

O seu nível como jogador é algo que sempre tem que estar acima e avante(como em qualquer jogo). Para aumentar o nível você precisar ganhar PE.

  • Como ganhar PE: melhorando sua ilha e lutando no mapa da campanha.Ou seja, melhore os habitats, as fazendas, limpe os obstáculos, crie dragões, frequente o portal de energia e ganhe batalhas, conclua as missões diárias.
  • O nível máximo do jogador é 140.

Eventos

Os eventos fazem a diferença na vida do jogador. Você pode ganhar desde comida a dragões raros. Claro que quanto melhor o prêmio mas, difícil o evento. Toda semana tem evento novo, dura geralmente 3 dias. Os festivos duram mais.

Encantamento

O encantamento é feito nos dragões a partir do nível 16. Cada dragão pode ter até quatro estrelas de encantamento que ajuda nas batalhas e na saúde do dragão.

  • Existe a liga do encantamento, onde você escolhe um defensor em ataque. Escolhe o seu time de dragões encantados e as poções que você quer usar para a batalha.
  • Você pode escolher defensores fixos para liga, então mesmo se você não estiver on-line, o seu oponente vai jogar com os dragões defensores.
  • O baú fornece os materiais de encantamento. Esses materiais é como se fosse pedras com os elementos.
  • O caldeirão dá poções, elas ajudam na batalha. Exemplo: a poção impulso de dano de água dá ao dragão de elemento água 2x mais dano no oponente.
  • A partir da segunda estrela é preciso fazer fusões com os materiais de encantamento para alcançar um novo nível.
  • Os dragões encantados fazem procriações encantadas, dragões épicos, raros ou lendários.
  • Eu não participo muito, meus dragões de maior nível são 17. As vezes aparece um oponente de nível 29. Aí se você quiser trocar de desafiante paga, o valor cobrado é de acordo ao nível da liga em que você está.
  • Tome cuidado para não perder a batalha, no fim da rodada você perde pontos e pode descer na liga. E mesmo que você não jogue você pode ganhar ou perder pontos.

Suporte

Uma vez achei que o jogo estava bugado e entrei em contato com o suporte em 24h eles responderam meu e mail. Então, não tenho o que falar contra. Caso vocês tenham um #date ruim escrevam nos comentários.

Outras informações

  • O que criar da próxima vez?

Te dá opções de dragões que você pode criar. Ele dá sugestões de dragão do mês(geralmente um lendário), dragão semanal(raro ou épico) e criação regular(comum).

  • Troféus e emblemas

Os troféus você ganha ao longo das atividades e batalhas do jogo. Exemplo: ao recolher uma determinada quantidade de comida das fazendas, construir habitats ou templos, presentar amigo e por ai vai.

Os emblemas você ganha através das batalhas, aniversário e dragões. Exemplo: tenha 100 dragões exclusivos, termine a campanha, seja um treinador de dragões por mais de um ano.

  • Toby

É o primeiro amigo e único amigo que você terá até o nível 25, provavelmente. É uma criação do jogo, que tem todas as ilhas desbloqueadas, todos os emblemas, resumindo tem uma ilha perfeita. No início eu visitava a ilha dele para entender algumas coisas, ver outras que ainda estavam bloqueadas par mim. Fora isso não vi serventia.

  • Vip

Acesso exclusivo, prêmios exclusivos, dragões exclusivos, aumenta a energia do portal, aumenta o valor das moedas dos habitats e mais um bocado de coisa. O vip vai até o nível 20.

Você pode conseguir o bilhete vip: comprando com joias ou em algum evento.

  • Ajuda extra

Vou deixar aqui a página do Facebook que dá várias dicas dos eventos e dragões e um site que calcula a porcentagem da criação de dragões.

https://www.facebook.com/search/top/?q=dragon%20mania%3A%20a%20lenda%20-%20brasil%20tops

https://dragonmaniabr.blogspot.com.br/p/combinacoes.html

Se vocês tiverem outras páginas ou blog de dicas deixa nos comentários(nunca te pedi nada, haha). Ah, youtube é cheio de vídeos explicando como cruzar os dragões.

  • Cofre de ouro

Uma coisa que acaba sendo chata no jogo é que você tem que ir em cada habitat para pegar as moedas, o cofre de ouro arrecada toda a grana de uma vez, mas você tem quer ser vip nível 1 para ter acesso e depois comprá-lo(não lembro quanto custa mas, é acima de um milhão).

  • Fonte da juventude

Comprei e me arrependi, ela vai deixar seus dragões como bebê novamente, mas não vai mudar em nada o nível e poderes de ataque e defesa. Só vai diminuir de tamanho.

  • Loteria do Otto

Você assiste a um vídeo da gameloft (dura uns 30 segundos) e depois gira uma roleta e pode ganhar joias, moedas, pergaminhos, fúria do dragão, comida e energia para o portal. Recomendo.

  • Joias

Falei diversas formas de ganha joias ao longo do post, mas o problema é que nem sempre você ganha em quantidade, só se for em evento. Existem algumas melhorias na ilha que só podem ser feitas com joias, como por exemplo: melhorar o portal antigo, a incubadora. Ai você vai juntando ou compra, com dinheiro de verdade através da loja.

 

Minha Opinião

Prós

  • Criar dragões é viciante, batalhar é empolgante.
  • A variedade de dragões.
  • Os eventos semanais e festivos.
  • Poder decorar a ilha.
  • O portal do encantamento.
  • Ótimos gráficos e jogabilidade.
  • Você pode ter o jogo tanto no pc quanto no celular.

Contras

  • Existem dragões que a porcentagem para criação é bem baixa, tipo o agave. Você demora muito pra conseguir ele.
  • Os eventos, tem uns que você tem concluir tarefas. Exemplo: alimentar os dragões 20 vezes. Fácil mas ai eles limitam colocando tempo, tipo 30 minutos entre uma alimentação e outra. Pense em um troço estressante. E pense você ter que concluir 3 tarefas nesse esquema de tempo.
  • Acho alguns atalhos desnecessários.  Exemplo 1: você pode acessar o mapa da campanha pelo portal e pelo canto inferior esquerdo. Exemplo 2: praticamente a mesma coisa do primeiro, você pode acessar a liga do dragão pelo atalho que fica no canto inferior esquerdo ou pela arena. Eu não vejo isso como algo que muda a vida do jogador, mas enfim né.
  • Bug nos eventos. Exemplo: eu tenho que cuidar dos dragões 26 vezes, Faço isso e não contabiliza.
  • Algumas coisas parece obra do governo, super faturada. Ai você pode me dizer que ganhamos muitas moedas, mas se você tiver muitos dragões para alimentar não existe moeda sobrando.

No mais é um jogo muito bom, viciante(cuidado) e livre para todos os públicos.

 

Continuar lendo

O poder das cores nas nossas vidas. # Amarelo

Amarelo

A cor mais contraditória, da recreação, do entendimento e da traição. A cor do otimismo e do ciúme. Existem 115 tons de amarelo.

A mais ambígua das cores

As pessoas mais velhas apreciam mais o amarelo do que os jovens – todas as cores luminosas vão sendo mais apreciadas com a idade. A cor amarela é a mais clara dentre todas as cores. Ao amarelo pertencem a vivência e o simbolismo do sol, da luz e do ouro.  Pertence também à vivência e ao simbolismo do amarelo o fato de que nenhuma outra cor é tão instável quanto ela – uma pitada de vermelho transforma o amarelo em laranja, uma pitada de azul e ela se torna verde, um tantinho de preto e obtemos uma cor suja e opaca. Mais do que todas as outras cores, ela depende das cores combinadas a ela. Perto do branco, o amarelo parece radiosamente claro, perto do preto inconvenientemente berrante. O amarelo é a cor do otimismo – mas também da irritação, da hipocrisia e da inveja. Ele é a cor da iluminação, do entendimento; mas é também a cor dos desprezados e dos traidores.

A cor da recreação, da jovialidade e do otimismo

A experiência mais elementar que temos do amarelo é o sol. Esta experiência é compartilhada por todos como efeito simbólico: como cor do sol, o amarelo age de modo alegre e revigorante. Os otimistas têm uma disposição ensolarada, o amarelo é sua cor. O amarelo irradia, ri, é a principal cor da disposição amistosa. O amarelo é lúdico. O amarelo irradia como um sorriso.

O amarelo bom do ouro. Loiras e homens bonitos

O amarelo vira ouro, quando se pensa no que é belo, valioso. Também os cabelos loiros, no lirismo, se tornam dourados. E porque em geral, em nossa simbologia, o amarelo é tão negativo, foi inventado um termo para o cabelo amarelo quando ele é especialmente bonito: loiro. Houve um tempo em que essa expressão era usada também para os homens de cabelo amarelo, “derBlondin”, o loiro. Era ofensivo chamar uma loira de “mulher de cabelo amarelo”. “Goldie”, na América, é um apreciado apelido para as loiras. Na Inglaterra, existe até mesmo uma palavra que tanto quer dizer “bonita” quanto “loira”: fair.  

Os antigos gregos representavam seus deuses como loiros. Até os mortais, na Antiguidade, desejavam ser loiros. Eles untavam seus cabelos com um unguento descolorante, fabricado em Atenas, e se punham ao sol por horas até que o cabelo aloirasse.Hélio, Apolo, Sol: os deuses solares eram coroados com a cor amarela. É o amarelo que é ouro sem ser metal – ouro imaterial, extraterreno. Onde desabrochassem flores amarelas, dizia a lenda, ali um deus estava enterrado.

A cor da inveja, do ciúme e de todo tipo de hipocrisia

Para o amarelo, são predominantes as associações negativas. O amarelo é a cor de tudo que nos causa raiva. A inveja é amarela – a inveja é a raiva pela posse alheia. Amarelo é o ciúme – raiva pela existência de outros. Também a cobiça é amarela.  

No simbolismo das cores, a todo pecado, a toda característica negativa corresponde o preto. O amarelo puro, cor da iluminação, quando combinado com o preto, torna-se a cor simbólica do impuro. O amarelo da inteligência se turva, transformando-se na cor da falta de discernimento. Hugo van der Goes pintou a serpente que seduziu Adão e Eva como um réptil amarelo-esverdeado, com cabeça humana. Além disso, os insetos, os menos apreciados dentre todos os seres vivos, não têm o sangue vermelho, e sim amarelo.

No idioma inglês, “yellow” significa também “covarde”. Uma risada vacilante, os franceses a chamam de “um riso amarelo”. Johannes Itten escreve sobre esse efeito do amarelo: “Como só existe uma verdade, da mesma forma existe um só amarelo. Uma verdade turva é uma verdade adoecida, é uma inverdade. É essa a impressão que o amarelo turvo passa, de inveja, traição, falsidade, dúvida, desconfiança e insanidade.”

Goethe também chamou o amarelo pálido de “cor dos cornos” – um “corno”, como sabemos, é um marido traído.

O amarelo chamativo, berrante, como cor de advertência

O amarelo chega como um raio. Por isso o amarelo é a cor da espontaneidade, da impulsividade. O amarelo é mais penetrante que o vermelho. Ao lado do dourado, simboliza o brilho falso, impertinente, da ostentação. 

Por seu efeito ideal de visibilidade à distância e seu caráter penetrante quando visto de perto, o amarelo foi eleito a cor internacional das advertências. Preto sobre amarelo são os sinais de advertência para materiais venenosos, explosivos e radioativos

Listras amarelas e pretas são marcas fronteiriças, que advertem os motoristas para passagens rebaixadas ou estreitas, e advertem os operários para cantos ou ângulos perigosos em máquinas. No futebol fazem-se as advertências com “cartão amarelo”; esse é um termo que já entrou para o vocabulário de uso comum da língua, quando alguém “sinaliza alguém com o cartão amarelo”, ela o está ameaçando com feias consequências. Se uma bandeira amarela for erguida num navio, sinaliza a eclosão de uma epidemia, ninguém deve deixar o navio e ninguém deve ser admitido a bordo. Na linguagem das bandeiras, a amarela significa a letra “Q”, de quarentena. Se fosse hasteada uma bandeira amarela numa aldeia da Idade Média, significava que ali havia eclodido a peste.

Manchas amarelas para prostitutas, mães solteiras e judeus

Na Idade Média o amarelo tornou-se a cor dos proscritos. Uma instrução de Hamburgo, de 1445, obrigava as prostitutas a colocarem um pano amarelo na cabeça; uma lei de Leipzig, de 1506, obrigava-as a vestir um manto amarelo; em Merano, na Itália, seus sapatos deveriam ter cordões amarelos. Também as mães solteiras deviam tornar pública essa desonra, usando alguma coisa amarela; em Friburgo, na Brisgóvia, eram obrigadas a vestir um gorro amarelo. No pescoço dos hereges, na hora de sua execução, era colocada uma cruz amarela. Os que tinham dívidas deveriam costurar um círculo amarelo em suas roupas. Essas peças de vestuário e marcas amarelas eram as “manchas da desonra”. Os judeus eram os mais discriminados. Desde o século XII eles eram obrigados a usar chapéus amarelos. Esses chapéus eram altos e em forma de cones, às vezes curvados como um chifre. Tinham também que pregar argolas amarelas às suas roupas. Essas argolas às vezes eram de latão, mas na maioria dos casos eram de tecido e deviam ser costuradas à roupa. Martinho Lutero escreveu que “os judeus e os mendigos são reconhecidos por suas argolas amarelas”.

Em virtude de os cristãos imputarem a cor amarela aos judeus, existe um profundo sentimento discriminatório: tanto na tradição cristã quanto na judaica, a cor amarela é proibida na liturgia. Na Igreja Católica essa tradição foi estabelecida no século XIX; as vestimentas dos sacerdotes poderiam ser bordadas em ouro, mas jamais em amarelo. No século XX os judeus, mais uma vez, precisaram usar o amarelo como cor da discriminação. Os nazistas obrigaram os judeus a usarem sempre uma estrela de Davi amarela presa às suas roupas – para a religião judaica a estrela de Davi é azul. O amarelo foi escolhido como a cor dos proscritos porque aqueles que tivessem que usá-la não tinham como escondê-la; até mesmo na escuridão ela pode ser vista.

E o amarelo jamais foi uma cor apreciada para as vestimentas. O açafrão era demasiadamente caro para que se pudesse tingir roupas com ele. E todos os outros corantes amarelos não produziam uma cor firme e luminosa.  Hoje em dia o amarelo só é visto com frequência nos trajes informais de verão. O amarelo só combina com o brilho do Sol. Na moda elegante, o amarelo aparece sempre como ouro têxtil, em sedas e cetins resplendorosos. Vestidos amarelos de tecidos nobres, porém opacos, são exceção. O amarelo em geral é tão pouco apreciado como cor de vestimenta porque a pele amarela não é apreciada pelos europeus. Ao contrário do que na Ásia, onde o amarelo é tão apreciado, pois vestimentas amarelas dão destaque ao tom amarelado do pele. O amarelo é considerado, pelo mundo da moda, como uma cor que não é verdadeiramente apreciada; serve apenas, sempre, para um flerte momentâneo – é uma loucura passageira.

O amarelo na política: a cor do traidor

Como cor política, o amarelo desempenha entre nós um papel sempre negativo. Ainda não existiu nunca um partido que se autodenominasse “os amarelos”. Pois, num sentido político, o amarelo é a cor dos traidores.  O amarelo tem velha tradição como cor dos traidores: Judas Iscariotes, o traidor de Jesus, na maioria das vezes é representado em amarelo pálido nas telas.

Na Espanha do século XVI, nos tempos da Inquisição, os hereges, ou seja, todos aqueles que não obedeciam até renunciar a si próprios as prescrições da Igreja Católica, compareciam ante os tribunais da Inquisição vestindo um capote amarelo. Na Alemanha, na França e na Espanha existiam “sindicatos amarelos”, mas somente seus adversários os chamavam assim; eles se autodenominavam “comunidades operárias”, defendiam interesses comuns de patrões e empregados. Para os sindicatos operários que se autodenominavam “sindicatos vermelhos”, os membros das comunidades operárias eram furadores de greve e traidores. Assim, passaram a ser chamados de “amarelos”. Para os europeus, o amarelo também é sinônimo de Ásia. A rejeição europeia ao amarelo liga-se ainda, frequentemente, à rejeição aos estrangeiros. A sempre evocada ameaça da Ásia à Europa gerou o slogan político “o perigo amarelo”.

O amarelo masculino e imperial da China

Cor da felicidade, da glória, da cultura, da harmonia, da sabedoria – isso é o amarelo.

Cada raça se considera o coroamento, o suprassumo da criação. Os brancos idealizam o branco, para os asiáticos o amarelo é a cor mais linda – muitos europeus custam a acreditar. Uma história chinesa da criação: Deus criou os homens, deu-lhes forma através de uma massa e os assou no forno. Os primeiros homens a saírem do forno ficaram mal assados – eram pálidos e brancos. Na segunda tentativa Deus os deixou por demasiado tempo no forno – eles ficaram pretos. Só na terceira tentativa foi que Deus conseguiu criar homens da cor ideal – amarelo-ouro.

Os chineses vivenciam o amarelo como a força natural que concede a vida. O norte da China é constantemente coberto pelo pó amarelo do deserto de Gobi, um pó solúvel que traz muitos benefícios à agricultura. O Huang He, o rio Amarelo, é amarelo em virtude da grande quantidade de limo que carrega.

A China sempre se autodenominou o “Império do Meio”, sendo a residência do Imperador o centro do mundo. A cor da majestade imperial era o amarelo. Existe uma figura legendária, o “imperador amarelo” Huang-ti, venerado como um deus, que deu aos homens a cultura. O último imperador da China, Pu Yi, nascido em 1906, escreveu em suas memórias: A cada vez que evoco a minha infância, um véu amarelo se estende sobre minhas recordações: amarelas eram as telhas esmaltadas dos telhados; amarelo meu palanquim; amarelo o forro de minhas roupas e do meu chapéu; meu cinturão era amarelo; eram amarelos os copos e pratos em que eu comia e bebia; meus livros eram encapados de amarelo; as cortinas do meu quarto, as rendas do meu cavalo – entre tudo que me rodeava nada havia que não fosse amarelo. Essa cor, chamada ‘amarelo luminoso’, era privilégio exclusivo da família imperial, e desde pequeno infundiu em minha consciência a ideia de que eu era alguém único, e que possuía uma ‘natureza celestial’.

Quando o imperador Pu Yi estava com cerca de dez anos ele teve que ir, pela primeira vez, visitar seu irmão Pu Dschie, um ano mais novo que ele; esse irmão não pertencia à família imperial. Casualmente, o jovem imperador de dez anos acaba percebendo sob a manga do quimono de seu irmão a cor do forro: “Pu Dschie, como é que usas essa cor? Quem te deu permissão para usá-la?”,
perguntei apreensivo.
“Isso não é amarelo damasco?”
“Mentiroso! Isso é amarelo imperial!”
“Sim, senhor, Majestade, às suas ordens, Majestade!”
“Isso é ‘amarelo luminoso’, não tens o direito de usar essa cor!”
“Às suas ordens, Majestade!”

Os imperadores chineses eram como filhos do céu. O amarelo, como cor imperial, é também a cor do Estado e da religião. A simbologia política e a religiosa são idênticas, o amarelo é sempre a cor mais elevada. Entre nós, estendemos aos soberanos um tapete vermelho – na China, o tapete é amarelo.

Também na Índia o amarelo é a cor dos deuses e dos governantes. 

A filosofia chinesa explica o destino do mundo, que é o destino do homem, por meio dos opostos complementares Yin e Yang. Yin é a força feminina, o princípio passivo, receptivo. Yang é a força masculina, o princípio ativo, criador. Yin e Yang são contrários, como causa e efeito: um não pode existir sem o outro. O amarelo, como cor mais elevada, é Yang, é masculina. Em toda cultura a cor mais importante é masculina. O masculino amarelo tem como seu polo oposto uma cor feminina, o preto. Na China, o branco e o preto são cores femininas. O preto simboliza o início, o nascimento, e o branco a morte, o fim. Essas são as forças femininas. As forças masculinas são as forças da vida e das cores cromáticas: o vermelho e o verde são também, além do amarelo, cores masculinas. A maioria das vezes, nós o encontramos com uma metade preta e a outra branca, porque para nós o preto e o branco são os opostos mais elementares; isso, porém, não está de acordo com o simbolismo cromático da China. Assim como os chineses preferem que o papel tenha certo tom de amarelo na impressão de livros, na China obtém-se automaticamente o contraste, para eles fundamental, do amarelo com o preto.

Na China, o amarelo é sempre bom, seja qual for sua composição.

O amarelo envelhecido

Alguns traços ínfimos de sujeira já bastam para tirar a luminosidade do amarelo, torná-lo acastanhado, cinzento. O amarelo puro é uma cor de coisa nova; o amarelo velho é chamado também de “envelhecido”. 

Do mesmo modo como o papel amarelece, na velhice os dentes também amarelam, assim como a tez e a cor dos olhos. O amarelecimento é a marca da idade, e da decadência. A pele se torna lívida também em consequência de raiva, de doença e de vida desregrada. 

O mau odor também é representado na propaganda por fumacinhas de um amarelo sujo. Na simbologia europeia, o amarelo é a cor da má reputação; a experiência da vida nos revela que o amarelo é a cor da má aparência.

O amarelo criativo

Um ovo frito com a gema azul, uma banana violeta, uma pera preta, pipoca rosa avermelhada, um limão vermelho, abacaxis azuis… – o amarelo natural desses alimentos foi substituído por cores estranhas, impossíveis – pode-se dar rédea solta à criatividade.

A massa italiana é amarela, mas também existe massa verde de espinafre, vermelha de tomates e parda de centeio; até mesmo preta, de tinta de lula. Mas quem é que desejaria uma massa azul – ainda que azul fosse a sua cor favorita?

A resistência aos alimentos coloridos artificialmente é menor quanto mais produtos artificiais vão sendo consumidos: as batatas chips poderiam ser vendidas e consumidas em diversos sabores e cores, como o verde menta e o vermelho bordô. As pipocas doces de milho se vendem coloridas em todas as cores. Variações semelhantes são possíveis ainda no mel, na mostarda, nos flocos de milho e nos queijos.

Deixando de lado esses fenômenos, são espantosamente poucos os artigos que se empacotam na cor amarela. A empresa mais conhecida cuja cor é amarela são os Correios. As caixas de correio amarelas têm melhor visibilidade à distância do que as azuis, as vermelhas ou as verdes de outros países.

Apesar de sua visibilidade, o amarelo só é escolhido pelos embaladores quando tem correspondência com o tema: protetores solares devem ter embalagens amarelas, combinando com o Sol; perfumes em embalagens amarelas devem sugerir aroma de flores; e a baunilha só poderia ser embalada na cor amarela. O amarelo parece ser uma cor muito difícil para a maioria dos desenhistas, isso porque as cores que o acompanham fazem facilmente com ele um acorde negativo.

 

Referência

Heller, Eva. A psicologia das cores:como as cores afetam a emoção e a razão. 1 ed.  São Paulo:Gustavo Gili. 2013.

Continuar lendo