Top 10 piores síndromes do mundo: #3 Síndrome de Fregoli

Oi gente, hoje é o dia de saber porque a Síndrome de Fregoli ganhou o terceiro lugar.

A síndrome de Fregoli é quando o indivíduo tem a crença delirante de que uma ou mais pessoas familiares, geralmente perseguidoras após o paciente, mudam repetidamente sua aparência. Esta síndrome tem sido frequentemente discutida como uma variante da síndrome de Capgras na literatura, mas essas duas síndromes têm diferentes estruturas fenomenológicas e distribuição de idade e sexo.

A primeira “aparição” foi em 1927 por Courbon e Fail, mas ela foi descrita como capgras, por ter o sintomas bem parecidos. O nome da síndrome é devido ao ator italiano Leopoldo Fregoli, conhecido por sua capacidade de fazer mudanças rápidas em sua aparência durante suas apresentações. Como nos demais delírios de identidade, na síndrome de Fregoli pode rolar um sentimento de despersonalização e/ou perda da realidade, o que desencadearia um quadro psicótico. Pode ser derivado de uma lesão cerebral.

A hipótese criada para essa síndrome é que uma desconexão entre os dois sistemas que tratam as informações faciais e que levam a uma alteração do reconhecimento, ao passo que o sentimento de familiaridade é mantido.

Um dos casos estudados é o seguinte:

Uma mulher saudável de 56 anos que, após uma síndrome de estresse pós-traumático, desenvolve um transtorno depressivo importante caracterizado por: humor depressivo, hipoabulia, anedonia, irritabilidade, inibição psicomotora e insônia de conciliação. Após a internação hospitalar, a tireoide, o funcionalismo renal e hepático eo laboratório de rotina estavam dentro dos limites normais. Durante o curso de seu tratamento, ela apresenta uma identificação delirante falso positivo compatível com as características da síndrome de Frégoli, substituindo estranhos por um parente próximo, incluindo o psiquiatra que a trata. Não foram observadas alterações do ponto de vista moroneutrológico nos exames paraclínicos na síndrome de Frégoli. Um TAC é realizado, verificando que está dentro dos limites normais. Seu exame clínico neurológico não mostra alterações. A quetiapina foi adicionada ao seu tratamento, desaparecendo os sintomas da síndrome de identificação falsa delirante, permanecendo apenas os sintomas depressivos, mas com melhora.

Nos estudos feitos na síndrome de Fregoli, foi descoberto que em grande parte dos afetados há evidências de alterações morfo-funcionais¹, fundamentalmente na região frontotemporal direita². Uma hipótese importante indicada nas publicações médicas é a dissociação observada entre o reconhecimento e o processo de identificação. A memória ativa é considerada responsável por essa integração, e seu déficit devido à função cerebral alterada é considerado um papel importante no desenvolvimento da síndrome.

¹estabelecer uma nova forma de funcionamento.
² parte do cérebro responsável pelas alterações do comportamento.

Referência

A síndrome de Fregoli. Disponível em:>http://centrodeatencaocognitiva.blogspot.com.br/2015/08/a-sindrome-de-fregoli.html<. Acesso em: 24.Jan.2018

Meus parentes me perseguem. Disponível em:>http://centrodeatencaocognitiva.blogspot.com.br/2015/08/a-sindrome-de-fregoli.html<. Acesso em: 24. Jan.2018

Síndrome de Fregoli. Disponível em:> http://journals.sagepub.com/doi/abs/10.3109/00048679409075874<. Acesso em: 16. jan.2018

Top 10 piores síndromes do mundo: #1 Síndrome da Amnésia Duplicada

Top 10 piores síndromes do mundo: #2 Síndrome de Cotard

Top 10 piores síndromes do mundo: #4 Síndrome de Capgras

Top 10 piores síndromes do mundo: #5 Síndrome de Jerusalém

Top 10 piores síndromes do mundo: #6 Síndrome de Stendhal

Top 10 piores síndromes do mundo: #7 Síndrome de Paris

Top 10 piores síndromes do mundo: #8 Síndrome de Diógenes

Top 10 piores síndromes do mundo: #9 Síndrome de Estocolmo

Top 10 piores síndromes do mundo: #10. Síndrome de Lima

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s