Filme: O castelo de vidro

Oi gente, feliz ano novo. no primeiro post do ano, vou comentar sobre o último filme que vi em 2017. O castelo de vidro é um filme inspirado na biografia de mesmo nome da jornalista Jeanette Walls, que conta um pouco da sua história durante a infância e metade da vida adulta.

Sinopse da Adoro Cinema

Baseado no livro Castelo de Vidro”, da jornalista Jeanette Walls, a trama retrata a infância da escritora, criada com os irmãos no seio de uma família desequilibrada, bastante pobre e nômade.
Apesar da sinopse ser bem dramática, também existiram momentos de alegria e aventura durante a vida de Jeanette, mas como nada é perfeito ela também passou por muitos momentos ruins, mas isso não foi decisivo na vida dela.
Os pais de Jeanette eram nômades, em parte por opção e também porque o pai nunca conseguia um trabalho fixo, então tinham que se mudar com frequência por fazerem muitas dívidas e ter cobradores na porta com frequência. O filme começa contando a infância de Jeanette, ela é a primogênita de quatro filhos do casal, sendo Brian, Lori e Maureen o nome dos outros irmãos. Sua mãe tem um certo dom para a pintura abstrata,  mas nunca obteve um centavo por sua arte. Por uma irresponsabilidade dela, Jeanette sofre queimaduras de segundo grau e fica internada no hospital. Quando os pais vão visitá-la o médico e a assistente do hospital estão esperando para conversar sobre o incidente ocorrido na casa. O pai percebe que provavelmente tomariam a guarda das crianças, ele bola um plano e “sequestra” Jeanette do hospital. Depois disso eles passam por vários locais e tudo vai dando errado, até que a mãe, Rose Mary, toma a decisão de ir morar na casa da sogra porque estão passando necessidade. Rex, o pai, faz de tudo para não voltar porque existe um conflito entre ele e a mãe(que não ficou muito claro para mim e por isso vou ler o livro), mas acaba sendo vencido pela necessidade e aceita a decisão da esposa.
A mãe de Rex é bem ríspida e agressiva, todos na casa a obedecem, menos os quatro irmãos. A brigas se tornam constantes, Rex consegue arranjar um emprego e aluga uma casa bem velha e tira sua família da casa dos pais. Aparentemente as coisas começam a dar certo, mas ele começa a beber e se vicia, por conta disso todo pouco dinheiro que recebe do trabalho ele gasta comprando bebidas. Começa a faltar comida em casa, muitas discussões e tristeza. Jeanette sempre foi a filha mais próxima a ele, e ela pede que ele pare de beber. Com muito esforço ele consegue, mas as brigas com a esposa continuam, Jeanette percebe que eles nunca vão mudar, ela se reúne com os irmãos e tomam uma decisão de cuidarem um dos outros, ir a escola, melhorar de vida e saírem da casa.
O tempo passa e a primeira a ir embora de casa é Lori, escondida, pois, o pai não aceita que ela vá embora, pois ele a educou para ser “livre”. Ela passa muito tempo juntando dinheiro para ir a faculdade. A próxima a ir é Jeannette, mas ela não teve a mesma sorte. O pai descobre onde ela escondeu o dinheiro que ela econimiza para poder ir embora e gasta tudo, ela tem que começar do zero. O próximo a sair foi Brian, como Maureen ainda era adolescente teve que ficar com os pais. O filme avança e mostra todos os irmãos adultos, Jeannette é uma jornalista famosa, noiva de um cara rico, Brian se tornou policial, Maureen trabalha com fotografia e Lori era artista. Jeannette se vê em um conflito familiar  pois, o pai não aceita o que ela se tornou e com quem vai casar. Após a saída dos filhos, Rex e Rose Mary voltam a ser nômade e isso para o noivo de Jeannette era inaceitável, sempre que perguntavam sobre a família dela, ambos mentiam e contavam uma história sobre uma família bem sucedida, um engenheiro e uma artista plástica. Em uma reunião na “casa” dos pais, ela acaba contando que está noiva e se afasta dos pais, porque ela sabia que o pai não aceitaria essa união. No dia do seu noivado eles aparecem, mesmo sem serem convidados, para pedir dinheiro o que para Jeannette é o limite. Ela se distancia de vez dos pais, casa e começa a seguir a sua vida até que um dia sua mãe aparece no jornal pedindo que ela vá visitar o pai, pois ele está morrendo. Como Jeannette está magoada com os pais, ela não vai vê-lo( e o marido super apoia essa decisão), mas isso a toca profundamente, pois como eu falei acima existiram momentos bons. Um dia eles estão jantando e novamente o marido conta uma história mentirosa sobre os pais de Jeannette mas, ela não aceita mais essa mentira, larga tudo e vai visitar o pai, depois desse encontro sua vida muda, ela decide se separar, se torna autônoma e mora sozinha.
É um filme tocante e quando eu falo dos momento bons, é porque eles existiram. Rex tinha muitos conceitos errados sobre educar pessoas para viver em sociedade( na minha opinião), mas ele sempre foi amoroso e tentou fazer o que achava certo pelos filhos por causa da educação que ele teve dos pais. Quando eu disse acima que não ficou claro o conflito entre ele e a mãe é porque a cena dá a entender que ele sofria abusos pela mãe, fora que ele sofria muita violência psicológica e física. E mesmo diante de tudo isso ele soube criar seus filhos com amor, de forma lúdica e honesta. Mas, ele era um cabeça dura e Rose Mary na maioria das vezes só dizia amém as ideias dele. Ah, o nome do filme é porque ele dizia que iria construir um castelo de vidro para os filhos, ele fez uma planta, começou até a cavar, mas só foi isso.
O filme também fala sobre valores e princípios, a família e status social(dinheiro trás ou não felicidade). A perseverança dos quatro irmãos na decisão de mudarem de vida ainda na infância  para terem um futuro melhor e muitas outras coisas. Vale a pena assistir e acredito que ler também, farei isso assim que terminar de ler mulheres perigosas.
Anúncios

Um comentário sobre “Filme: O castelo de vidro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s