Seriado: Bates Motel

Oi gente, tudo que fala direta ou indiretamente sobre saúde mental(ou a falta dela) eu gosto de ver, ler e ouvir. Bates Motel foi feito a partir do filme psyche. O seriado conta a história de Norman Bates e sua mãe Norma Bates. Norman tem transtorno dissociativo de identidade que é caracterizado pela presença de duas ou mais identidades de personalidades distintas. Cada uma delas pode ter um nome, histórico pessoal e característica distintos, ou seja, ele acha que é a mãe. Apesar do filme ser enxuto, o seriado explora muito mais a história de Norman e um possível porque dele ter desenvolvido esse transtorno.

Sinopse segundo Adoro Cinema 

Após a misteriosa morte de seu marido, Norma Bates decidiu começar uma nova vida longe do Arizona, na pequena cidade de White Pine Bay, em Oregon, e leva o filho Norman, de 17 anos, com ela. Ela comprou um velho motel abandonado e a mansão ao lado. Mãe e filho sempre compartilharam uma relação complexa, quase incestuosa. Trágicos acontecimentos vai empurrá-los ainda mais. Todos eles agora compartilham um segredo obscuro.

Eu, particularmente, não consigo sentir raiva de Norman, sim ele comete assassinatos friamente, mas o sofrimento dele foi tão grande durante a infância que seu cérebro criou uma personalidade mais forte para aguentar esses momentos difíceis. O Norman em si, é um menino doce, carinhoso, atencioso. O Norman versão Norma quer se livrar de tudo que poderá vir a lhe fazer mal. Ele não consegue se relacionar com mulheres por muito tempo e também as mata, porém não lembra. Norman não lembra de nada quando está com a personalidade da mãe. Não estou tentando justificar o erro dele, eu entendo que o cérebro tem um limite e quando esse limite chega ele tenta se proteger de todas as formas e daí surgem os problemas de saúde mental.

No seriado, quando Norma morre ele continua agindo como se ela existisse. No início das temporadas eles mostram o que Norman vê, ou seja, ele vê sua mãe matando as pessoas. Agora, na 5 temporada, eles mostram a realidade dos fatos, como se o transtorno se apresentasse a ele e lhe contasse a verdade. Como dito acima Norman, no seu normal, não é uma pessoa ruim e tenta lutar contra isso(ou a mãe).

Uma pena que vai acabar. Vejam o filme também.]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s