O que é Somatização?

“Quando o sofrimento não expressar-se pelo pranto, ele faz chorarem os outros órgãos.”

William Motsloy

Olá, o assunto de hoje é sobre doenças psicossomáticas, ou seja, um processo pelo qual a pessoa “transfere” para o organismo a carga emocional decorrente de algum problema que está vivendo. Existem vários fatores que podem desencadear a somatização, mas falarei sobre as doenças psicossomáticas por causa do trabalho que, no geral, é a nossa segunda casa o que acaba sendo uma fonte de satisfação ou de sofrimento e ele também é responsável pela somatização  quando ocorre a insatisfação.

Como reação (ou consequência) ao sofrimento ocasionado do trabalho, a carga estressante pode gerar várias doenças que aparecem de acordo a personalidade e o organismo do indivíduo. As comorbidades ao stress mais comuns são: gastrite, depressão, dificuldade de concentração, entre outras. Além disso, a vulnerabilidade do sistema imunológico permite que o organismo torne-se porta de entrada para o vírus e outras doenças.

As doenças psicossomáticas surgem em momentos de muita ansiedade, estresse e frustração. E são bastante comum em pessoas que não costumam extravasar os sentimentos, guardando para si sentimentos como dor e mágoa. Assim, a tensão causada por eles se acumula no organismo e, uma hora, “explode”, causando manifestações do organismo.

Os sintomas, em geral, iniciam-se antes dos trinta anos de idade e ocorrem mais frequentemente em mulheres(como se não bastasse ter cólica e a dor do parto), interferindo na vida pessoal, levando à necessidade de um tratamento médico. A causa ainda não foi descoberta, mas os sintomas costumam surgir em momentos definidos como, por exemplo, no começo da idade escolar, durante a crise da adolescência ou no início da vida adulta, em função de responsabilidades profissionais e sociais. São, ainda, resultado de perdas significativas, tais como a morte de um parente ou a perda do emprego.

Mas por que as doenças psicossomáticas acontecem? Porque certas condições orgânicas estão ligadas a determinados estados emocionais. Se algo não vai bem com o indivíduo, o organismo “sente”, e o sistema nervoso central manda várias substâncias para a corrente sanguínea, como neurotransmissores e hormônios – que atuam como reguladores do organismo. Assim, basta que se esteja em desequilíbrio para as doenças começarem a aparecer.

Para descobrir se a doença é mesmo psicossomática, o médico deve fazer um exame físico detalhado para excluir causas físicas dos sintomas, que costumam ser vagos e indefinidos.

Nos casos de somatização, o objetivo do tratamento é auxiliar o indivíduo a aprender a lidar com os sintomas físicos e entender que eles têm uma origem psíquica. É preciso, principalmente, manter uma relação de empatia e confiança com o médico, comparecendo regularmente às consultas para avaliar os sintomas.

Quando se fala em uma relação de empatia e confiança é por causa da forma como é dado o resultado do exame. Porque nem todo mundo vai acreditar em um diagnóstico em que diz que seu cérebro está criando doenças no seu corpo, ou seja, imaginários. Uma forma básica é ajudar a pessoa a prender como lidar com os conflitos de forma positiva, sem ficar remoendo os problemas o tempo todo, mesmo porque tendemos a focar no problema e não na solução.

Eu já tive somatização quando trabalhei no telemarketing, logo no início, gente era frustante porque eu sentia vários sintomas ia no médico, fazia exame e não dava nada! A louca de sintomas “espirituais”. Mas, realmente o que ajuda é pensar positivo, eu comecei a fazer amizade com os colegas de layout, nas pausas ouvia música, me distraia, deu certo. Porque é um clima de pressão constante, metas, vendas, para mim que nunca tinha vivido isso foi um baque grande.

REFERÊNCIA

NOBRE, Larissa Lacerda. Motivação: os desafios da gestão de recursos humanos na atualidade. 1.ed. Curitiba: Juruá, 2010. 105p.

Tessari, Olga Inês. Quando as emoções provocam doenças. Disponível em:<http://ajudaemocional.tripod.com/id344.html&gt; Acesso em: 22 de jan 2017

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s