Livro: Não conte para a mamãe

Hoje irei falar sobre o livro Não conte para a mamãe que fala sobre abuso sexual. O título original é “Don’t téll mummy”  de Toni Maguire. Infelizmente é algo que tem crescido no mundo todo e por isso é importante saber mais sobre o que acontece para poder ajudar as pessoas que sofreram com isso e prender os que causaram.

Descrição do livro segundo o Le Livro

A frase que dá título ao livro de Toni Maguire, Não conte para a mamãe, poderia ser uma pacto ingênuo entre dois irmãos ou uma brincadeira entre crianças. Infelizmente, não é o caso. Na verdade, é a ameaça sofrida pela autora durante os quase dez anos em que foi violentada pelo próprio pai.Quando aconteceu pela primeira vez, a pequena e inocente Antoniette tinha apenas seis anos. Apesar da tenra idade, tudo ficou gravado em sua memória, o tempo nada dissipou: os detalhes, os sentimentos, a dor. Foi a primeira de muitas, incontáveis vezes. Não conte para a mamãe, de Toni Maguire, desvela a comovente história de um infância idílica que mascarava uma terrível verdade.

Para mim foi um livro difícil de ler porque é tanta injustiça e falta de amor e todo o tipo de emoção ruim ao mesmo tempo causado pelo pai, mãe e sociedade que se torna difícil fazer uma resenha sobre o livro, mas vamos lá, vou dar spoiler e comentar( do meu jeito). Mas, por outro lado achei um livro muito bem feito porque conta como Antoniette pensa, o porque de não ter contado, como ela via a questão do abuso sendo feito pelo pai dela, a mistura de amor e ódio pelos pais. A visão da sociedade perante esse tipo de caso. A história não se passa nos tempos atuais, apesar de que muita coisa ainda não mudou de lá para cá.

O livro relata Antoniette em primeira pessoa, já adulta e ao longo dos capítulos ele mescla sua infância, adolescência e o período “atual”( não exatamente nessa ordem) onde a sua mãe, Ruth, pede que a filha vá visitá-la em seu leito de morte. Antoniette,apesar de tudo, vai visitá-la. Mas, o motivação da aceitação dessa visita é para que a mãe possa pedir perdão por ter deixado algo tão grotesco acontecer a sua própria filha e não fazer nada.

Para não contar o livro todo vou resumir… o pai dela começa o abuso aos 6 anos(dura até os 15) e ele sempre pede que ela não conte para a mãe, como se fosse um segredo deles(daí o tiitulo do livro). A mãe acaba “descobrindo”( a mãe sabe, mas nega) quando Antoniette começa a passar mal e ter sintomas de gravidez e quando  o médico confirma, Ruth obriga a filha a fazer um aborto, o que ela não sabia era que Antoniette havia conversado com uma amiga sobre o ocorrido que denuncia o pai de Antoniette a polícia, ele vai preso e cumpre pena por quatro anos(QUATRO ANOS –‘).

Depois disso a vida de Antoniette não melhora, pois ela passa a ser “culpada” pelo abuso,o aborto tem efeitos irrecuperáveis no corpo dela que não poderá mais ter filhos, a família a rejeita por ter denunciado um “bom homem”, ela é expulsa da escola. Com o pai preso a vida financeira piora, a mãe decide se mudar e refazer suas vidas. Antoniette começa a trabalhar como babá, todavia acabam descobrindo sobre o abuso e mandam ela embora, isso se repete outras vezes o que faz com que a Antoniette tente um suicídio por superdosagem de remédios ela é socorrida e no hospital dão o diagnóstico de depressão profunda, tem uma melhora e começa a refazer sua vida novamente acreditando que finalmente conseguiu um relacionamento com a mãe até que um dia ao ir visitar Ruth encontra o pai.

É um livro que lhe leva a uma reflexão profunda sobre algo tão grotesco que é o pai abusar da filha. Como comentei logo no início é um misto de sensações ruins porque antes do pai abusar de Antoniette ele a trata como um pai de verdade. Os detalhes são degradantes. Fiquei me perguntando que amor era aquele de Ruth por ele que ultrapassava o amor que ela tinha ou dizia ter pela filha. Enfim, não vou me prolongar mais, se for ler esteja preparada(o) é uma leitura difícil.

nao_conte_para_a_mamae_1342183353p

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s